Câncer de Próstata

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

A próstata é uma glândula localizada abaixo entre a bexiga e o reto e possui importante função na formação do sêmen, o material biológico complexo que contém espermatozoides além de outras substâncias. No câncer de próstata, ocorre a multiplicação desordenada das células, as quais formam lesões que inicialmente estão localizadas dentro da próstata, mas podem a depender do comportamento biológico do tumor e do tempo de evolução adentrar na corrente sanguínea e formar metástases em vários órgãos e tecidos.
O câncer de próstata é o segundo tumor maligno que mais mata homens, apenas perdendo para o câncer de pulmão. A incidência desta doença tende a aumentar com a idade e acomete principalmente homens com mais de 50 anos de idade. Aos 75 anos, estima-se que mais da metade dos homens desenvolvem o tumor.
Apesar da alta incidência e da elevada mortalidade associada a esse câncer, a detecção precoce aumenta muito suas chances de cura e de controle. Daí a importância do rastreamento periódico de lesões suspeitas para todo homem a partir da quinta década de vida.
Inicialmente, o câncer de próstata normalmente é assintomático, sendo necessário rastreamento periódico para permitir o diagnóstico precoce. As manifestações clínicas surgem normalmente em fases mais avançadas da doença e incluem: jato urinário fraco, dor e dificuldade de urinar, necessidade de urinar várias vezes (sobretudo durante a noite), sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, presença de sangue na urina, dificuldade de ereção peniana e gânglios palpáveis na virilha.
É importante salientar que os pacientes com os sintomas citados acima relacionados a micção são devidos ao aumento do tamanhão da próstata, e podem ser oriundos de diversas causas, além do câncer de próstata.
O principal fator de risco para esta doença é o avanço da idade. Pacientes com parente(s) de primeiro grau com esta doença, sobretudo com acometimento antes dos 60 anos, apresentam risco de três a 10 vezes maior de serem acometidos.. Acredita-se que a alimentação possa exercer efeito importante. A incidência da doença é cerca de 37% maior entre os afrodescendentes em comparação a outras raças.Trabalhos sugerem (mas são necessários mais estudos) que dieta rica em ácido alfa linoléico e hidrocarbonetos policíclicos podem aumentar o risco.
O rastreamento deve ser realizado através toque retal e a dosagem do PSA (Prostate-Specific Antigens) anuais em indivíduos a partir de 45 anos(ou 40 anos em afrodescentes ou prensenã de história familiar ). Quando quaisquer destes exames estão alterados, é necessário a realização de biópsias da próstata para a confirmação diagnóstica. As biópsias são guiadas por método de imagem, geralmente a ultrassonografia transretal.

Médico Patologista Clínico e Professor de Patologia Clínica da UFAL


A maior riqueza é a saúde

atendimento

Rua São Francisco, 470, Centro/Arapiraca-AL
CEP: 57300-080

Telefone: (82) 3521-2566 / 3522-1635
Celular/Whatsapp: (82) 99657-4919

horário

segunda - sexta
6:30 às 18:00
Sábado
07:00 às 12:00

seta indicando

Envie uma mensagem

Instagram